10 de abr de 2010

Censura à internet

Google fecha as portas na China comunista
José Renato Salatiel* Especial para a Página 3 Pedagogia & Comunicação
UOLeducação

A decisão do Google de encerrar as atividades do serviço de busca na China comunista, em razão da censura imposta pelo governo chinês à internet, resulta de um embate entre gigantes que deve alterar as relações de poder no mundo globalizado.
Direto ao ponto: Ficha-resumo

De um lado da arena está o Google, detentor do mecanismo de buscas mais popular da internet e uma das marcas mais valiosas do planeta. O site foi criado nos anos 1990, nos Estados Unidos, por dois estudantes de ciência da computação, Larry Page e Sergey Brin, e tornou-se sinônimo da nova economia mundial.

No lado oposto, a China, que em 2010 deve tornar-se a segunda maior potência econômica, ultrapassando o Japão e atrás somente dos Estados Unidos. Apesar de seguir a economia de mercado, o país é governado pelo Partido Comunista Chinês há mais de 60 anos e o regime mantém censura aos meios de comunicação, persegue dissidentes políticos e restringe as liberdades civis.

A internet representa a maior revolução social desde a invenção dos tipos móveis, de Gutenberg, no século 15. Diferente de outros meios de comunicação, a tecnologia não possui um centro hierárquico de comando, o que dificulta o controle. Por isso, governos autoritários como a China desenvolveram complexos sistemas de bloqueio para filtrar o conteúdo da rede.

Quer saber mais?
Clique no título da postagem e siga o link.
Boa viagem!

9 comentários:

  1. Google fecha as portas na China.

    Quase dois meses após a polêmica da invasão do Gmail de dissidentes políticos chineses, o Google anunciou oficialmente o fim de suas atividades na China. Em comunicado oficial, o Google informa que manterá algumas de suas operações na China, inclusive uma equipe de pesquisa e outra de vendas.

    Fonte: http://alternativa-social.blogspot.com/2010/03/google-fecha-as-portas-na-china.html

    Obs: Achei interessante esse trecho, por enfatizar a temporalidade dos fatos.

    ResponderExcluir
  2. Google fecha as portas na China.

    Quase dois meses após a polêmica da invasão do Gmail de dissidentes políticos chineses, o Google anunciou oficialmente o fim de suas atividades na China. Em comunicado oficial, o Google informa que manterá algumas de suas operações na China, inclusive uma equipe de pesquisa e outra de vendas.

    Fonte: http://alternativa-social.blogspot.com/2010/03/google-fecha-as-portas-na-china.html

    Obs: Achei interessante esse trecho por enfatizar a temporalidade dos fatos.

    ResponderExcluir
  3. Professora, não acha que é uma ação precipitada? Pois, tirar do ar completamente um site de pesquisas global em um determinado país não é um tarefa simples, há muitos 'poréns'. A menos que esteja levando a algum prejuízo monetário, ou algo do gênero, como dificultando o trabalho por ter sua extensa rede de acesso bloqueada, considero um ato precipitado até mesmo caso esteja ocorrendo uma dificultação na manutenção. Pois, como disse antes, há 'poréns', tirar do ar em um determinado país irá causar um certo tipo de colapso na população que usufruia dele, haverá protestos e até mesmo a mídia irá cair em cima deles, haverá muita distorção dessa história na mídia, podendo levar-lhes a muitas dores de cabeça.

    Aluno: Tito Matheus Liberato Lameira Lourenço
    Turma: 1002

    ResponderExcluir
  4. Professora, acho esse assunto muito interessante.E também muito relativo, pois retrata a respeito de um país não querendo expor-se às censuras da mídia. E o Google não é a único a ser bloqueado pelo governo chinês. Programas como Youtube, Facebook E Twitter já não fazem mais parte dos planos da China.
    O motivo de tanta disputa em expor, ou não, sua imagem, origina-se de um sistema socialista que está presente na metade do país e que não entra em consenso sobre a real situação do Estado: dividido entre dois sitemas: o capitalista e o comunista (socialista).



    NOME: Lucas. TURMA: 1002

    ResponderExcluir
  5. Letícia 3004
    Acho que se um governo tão autoritário como este deve está fazendo isso porque há algo por trás que eles não querem que o mundo descubra. Na minha opinião eles estão impedindo que os chineses se comuniquem com o mundo por isso bloquearam o google e muitos outros sites.Dessa forma o mudo se pergunta o porquê de toda essa represaria.

    ResponderExcluir
  6. E a google não está errada.. a internet veio se mudificando dia após dia. Na hora em que você decide entrar nesse mundo virtual, sua vida pessoal fica exposta à todos, querer censurar isso é prejudicar a google.

    nome: leandro gouveia
    turma: 3003

    ResponderExcluir
  7. Professora, não tenho muito para comentar a respeito. Vivemos em um planeta capitalista, e estamos acostumado com esse sistema. Logicamente, não concordo com a atitude do governo chinês. Somos muito mais liberais, isso é natural. Entretanto, há muito tempo a China é governada assim (há pouco tempo tem tornado-se um pouco capitalista). É necessário respeitá-los, apesar de discordarmos. São sistemas de governo divergentes.

    ResponderExcluir
  8. Pedro Henrique T. 1002

    Eu defendo o Google nesse caso, uma vez que nenhum mamífero na face deste planeta perderia dinheiro de cobertura e manutenção em uma área que não dá retorno. Se o serviço de busca tiver de ser drasticamente editado por conta de um país que nem é das maiores fontes de renda da Google, haverá prejuízo para ambas as partes.
    Deixando minha visão anarquista opinar aqui, creio que está mais do que em tempo de os chineses ajustarem a cabeça ao capitalismo do século XXI. Não é o primeiro e nem será o último prejuízo que a sociedade da China vai arcar com as consequencias desse atual regime,pois não tem tamanha influência no mundo atual quanto os países que tiveram uma boa experiência com o comunismo em relação às suas contemporaneidades.

    ResponderExcluir
  9. Eu acho válido fechar as muralhas visando a preservação. Só me entristece saber que eu não as visitarei um dia, pelo menos não tão pessoalmente. Espero que a ciência um dia encontre uma maneira de preservar todo o monumento e as muralhas possam ser abertas a visitação novamente. :D

    Lais Louven de Freitas. 1002

    ResponderExcluir

Quando for escrever seu comentário tenha cuidado com a ortografia e gramática. Coloque seu nome completo e, se for o caso, a turma também.
Obrigada pela participação.
Brevemente seu comentário será publicado.