16 de jul de 2010

França celebrou o 14 de julho com desfile em meio a crise política

Diretamente da Radio França Internacional (RFI)

Enquanto o governo do presidente Nicolas Sarkozy se vê às voltas com uma denúncia de financiamento ilegal da campanha presidencial de 2007, país recebe líderes de ex-colônias francesas em parada militar. A queda da Bastilha aconteceu em 14 de julho de 1789, no início da Revolução Francesa.

Como acontece todos os anos, a França comemora nesta quarta-feira o 14 de julho, data mais importante do calendário oficial do país, que lembra o início da Revolução Francesa em 1789, com a queda da Bastilha.
A festa nacional, que inclui um desfile militar em Paris, aconteceu em meio a um escândalo político envolvendo o presidente Nicolas Sarkozy e o ministro do Trabalho francês, Eric Woerth. Ele renunciou nesta terça-feira ao cargo de tesoureiro do partido governista UMP, depois de ser acusado pela ex-contadora da milionária Liliane Bettencourt, herdeira do grupo de cosméticos L'Oréal, de ter recebido 150 mil euros em dinheiro para a campanha de Nicolas Sarkozy, em 2007, um valor que ultrapassa as doações autorizadas pela legislação eleitoral francesa.

No dia seguinte à renúncia de Eric Woerth, o presidente Sarkozy recebeu pela primeira vez no 14 de julho chefes de Estado de treze ex-colônias francesas da África. As tropas destes países participaram da parada militar na Avenida do Champs Elysées, em Paris, que teve ainda a passagem do presidente em carro aberto.

O desfile começou pela manhã debaixo de chuva e terminou por volta do meio-dia. O mau tempo não intimidou a multidão, que foi em peso assistir à parada militar. Como de costume, o presidente Nicolas Sarkozy instalou-se na tribuna, na praça da Concordia. Ao lado dele estavam treze presidentes de países como Benin, Burkina Faso, Camarões, Senegal, Tchad, Madagascar, entre outros. Apenas a Costa do Marfim não enviou representantes. O convite às ex-colônias de língua francesa faz parte das comemorações dos 50 anos de independência de 17 países do continente africano.

Para saber mais, clique no título.




2 comentários:

  1. Luiz Guilherme Silva Ramos N°16
    Turma : 3003

    As comemorações do início da Revolução Francesa lembram as comemorações Independência do Brasil, que é um dos fatos históricos mais importantes de nosso país.

    ResponderExcluir
  2. Um dia que é considerado um marco para os franceses pois foi quando houve a queda da bastilha e com isso o fim da monarquia absolutista francesa não foi comemorado como deveria.Isso se deve ao fato de haver denúncias de financiamento ilegal na campanha presidencial de 2007.Dessa forma percebemos que não é apenas aqui no Brasil que há ilegalidade nas eleições.

    nome:Letícia
    t:3004

    ResponderExcluir

Quando for escrever seu comentário tenha cuidado com a ortografia e gramática. Coloque seu nome completo e, se for o caso, a turma também.
Obrigada pela participação.
Brevemente seu comentário será publicado.