8 de ago de 2010

Frei Betto: Desigualdade social no País

Texto publicado no DIA on line, conexão leitor, em 07/08 às 19:53. Acesso em 08/08/2010.

Apesar do avanço da renda dos mais pobres, diferença é muito grande
Autor de “Cartas da Prisão”

Rio - Relatório da ONU aponta o Brasil como o terceiro pior índice de desigualdade no mundo. Aqui, temos uma das piores distribuições de renda do planeta. Entre os 15 países com maior diferença entre ricos e pobres, 10 se encontram na América Latina e Caribe.

Mulheres, negros e indígenas são os mais afetados. No Brasil, apenas 5,1% dos brancos sobrevivem com o equivalente a R$ 54 por mês. Mas o percentual nessa faixa sobe para 10,6% em relação a índios e negros.

Nos últimos dez anos, o governo brasileiro investiu na redução da miséria. Nem por isso conseguiu evitar que a desigualdade se propague entre as futuras gerações. O que permite a redução da desigualdade é, em especial, o acesso à educação de qualidade.

Nas eleições deste ano, votarão 135 milhões de brasileiros, dos quais, 53% não terminaram o Ensino Fundamental.

Há, sim, melhoras em nosso País. Entre 2001 e 2008, a renda dos 10% mais pobres cresceu seis vezes mais rapidamente que a dos 10% mais ricos.

No entanto, há 25 anos, de acordo com dados do Ipea, este índice não muda: metade da renda total do Brasil está em mãos dos 10% mais ricos do País. E os 50% mais pobres dividem entre si apenas 10% da riqueza nacional.

Para reduzir a desigualdade, é urgente fazer reforma agrária e multiplicar mecanismos de transferência de renda, como a Previdência Social. Hoje, 81,2 milhões de brasileiros são beneficiados pelo sistema previdenciário, que promove de fato distribuição de renda.

Os programas de transferência de renda representam 20% do total da renda das famílias. Nos últimos anos, o governo Lula tirou da miséria 21,8 milhões de pessoas.

O Brasil é rico, mas não é justo.



17 comentários:

  1. Olha me corrija se eu estiver errado, mas do que entendi, metade da renda do Pais esta nas mãos do 10% mais ricos certo?Pois veja bem,você só pode interpretar isso de uma seguinte maneira,ou eles roubam ou lutaram para chegar onde estão.Eu sei que a desigualdade é grande e que claro o governo tem que mudar essa situação para amenizar e manter o pais com uma baixa diferença social,já que não pode parar de haver diferença social.O governo deve trabalhar com maiores investimentos oportunidades de trabalho e cursos profissionalizantes ,só que esse processo é demorado,e acho que vão acabar recorrendo a algo mais ligeiro.

    Vinicius Eiras
    NAVE----CEJLL
    Turma 3003

    ResponderExcluir
  2. No País que nós vivemos hoje Há muita discriminação,Os Brancos são mantidos com a imagem de ricos e quem não comentem crimes.
    E os de outras raças são rotulados de criminosos e mal educado.
    O brasil e o mundo não pode viver assim mas, temos que combater a desigualdade e o racismo por que ambos são crimes e também falta de censo.
    Jhessye May da Silva Mendonça
    Turma:1002
    Nº43

    ResponderExcluir
  3. "O Brasil é rico, mas não é justo"
    Digamos que o Brasil tentasse acabar com a desigualdade social do país... O que ele poderia fazer? pensar na hora de escolher seus políticos! Mas como fazer isso se uma boa parte do país ainda é analfabeta? Seria porque o Brasil nao tem rendas? Nao, o Brasil tem rendas, só que elas estao bem guardadas nos bolsos dos políticos!
    Como acabar com a desigualdade social se nao temos retorno daqueles que mais devem lutar para o fim dela?

    Hiago do Oliveira da Silva - 13 - Turma 1001

    ResponderExcluir
  4. Oportunidades, aproveitamento, riscos, coragem, empenho...Educação. Está certo que no mundo capitalista a igualdade social é algo meramente fantasioso, porém algo absurdamente desproporcional como no Brasil, é raro ser encontrado. Brasil, é um país rico, porém aos residentes, isso quase não chega a ser perceptível. O por que disso tudo, por números tão desiguais, fome e miséria em cada esquina, é, talvez, a educação, uma boa educação e aproveitamento das oportunidades que tal coisa lhe oferece, tudo bem que devido ao mercado de trabalho, grande parte poderia estagnar na miséria, porém, poderiam concorrer, disputar por um lugar entre os melhores, coisas que uma porcentagem não tão grande da população brasileira pode. Porém, batalhar por uma reforma agrária revolucionário, ao meu ver, é perda de tempo, pois os que estão de posse de toda essa riqueza, batalharam para tê-la, de alguma maneira, e como todos em seu lugar pensariam, não iriam querer perdê-la de maneira alguma, pois era "seu por direito".

    Aluno: Tito Lameira Nº-33
    Turma: 1002

    ResponderExcluir
  5. Na minha opnião professora, eu acho que isso é verdade em parte.
    Porque o estado que o nosso pais se encontra pe culpa desse governo e se eles procurassem evoluir sempre, nós poderiamos sim estar entre o 3 pais mais desenvolvidos e com mais igualdade.
    Muitos canditatos a politicos se candidatam sem ném mesmo saber o que querem fazer se ocuparem o posto, so querem ter a fama e o poder que vem junto com o cargo. Temos que parar pra pensar e procurar abrir novas portas para o brasil, portaas que o levem pra frente sempre.

    Diego Ribeiro Dos Santos
    Turma: 1001

    ResponderExcluir
  6. Nossa, sinceramente não sabia que a situação era tão braba assim. Sempre soube que o Brasil tem uma desigualdade enorme, e achava que a míséria tinha melhorado, porém continua muito ruim ainda. Não tinha idéia que 15% dos brasileiros sobrevivem com míseros R$54,00.. um absurdo.
    Realmente a situação está muito ruim, mas olhando pelo lado positivo está cada vez melhor, já foram 21 milhões fora da miséria, agora e aumentar cada vez mais !

    Bruno Sobreira Marques
    Turma: 1002
    Nº: 08

    ResponderExcluir
  7. O brasil infelizmente sofre com esse mau, que na minha opnião, é causado pelo capitalismo no mundo inteiro, não é só porque ele é um país de 2º mundo, pois nos EUA, existe a desigualdad, mas nem níveis menores. A distribuição de renda é mal feita e será por um bom tempo enquanto houver a elite que não dão a mínima para os problemas encarados no brasil.
    Além de ser um assunto político, a sociedade contribui bastante.

    Nome: Leandro Gouveia de Souza
    T: 3003
    NAVE.

    ResponderExcluir
  8. Acho que todos devemos rever nossos conceitos após essa leitura.

    CARLOS SANT'ANNA (3003)

    ResponderExcluir
  9. A desigualdade social está cada vez mais exposta e má para a população. Todas as pessoas que são ricas querem ficar mais ricas ainda. Já pessoas pobres só querem sobreviver como cidadão hosnesto e conseguir alguns objetivos.
    Algumas pessoas têm milhões, outras não tem nem 1 real para comprar o pão ou o leite para o filho.
    E com isso o mundo vai andando, mesmo com desigualde e ambição, ainda acredito que um dia vai melhorar.

    Ademar Antunes de Marins Neto
    Turma: 3004
    N° 1

    ResponderExcluir
  10. Yohanna Guimarães

    T: 3004

    No fim das contas, são dois velhos conceitos que devemos colocar em balança. A igualdade social é uma utopia, tratando-se de capitalismo. O poder do lado político será sempre grandioso, pois roubando, quem não é rico? Ao meu critério, o brasil investe muito pouco em educação, e é esta que permite o povo escolher os melhores para estarem no poder (o fator 'falta de ignorância' também ajuda e muito). Até acabar a corrupção e a ignorância no país, seremos desiguais, não apenas socialmente, mas em todos os aspectos que regem uma nação.

    Yohanna Guimarães

    T: 3004

    ResponderExcluir
  11. O Brasil não é justo mesmo não. O país só existe para os ricos, no caso a maioria Brancos.

    ResponderExcluir
  12. POR: THAMARA ARAUJO Nº 19 TURMA: 3004

    Na realidade a desigualdade social nunca acabará é uma utopia o Brasil assim como outros paises infelizmente não é justo , não há igualdade por mais que o país invista na educação , faça projetos para ajudar as regiões mais pobres como o fome zero que ajuda o nordeste brasileiro , a desigualdade sempre existirá. Assim como sempre existira o preconceito racial e outros preconceitos ja ouvi em um debate dizerem que o preconceito só existe apartir do momento que você expoem mas eu nao concordo pois se existe o sentimento existe o preconceito!Muitas das leis também são mentirosas no artigo diz que todas as pessoas são iguais perante a sociedade independente de cor raça etc mas não é assim que funciona o mecanismo é ao inverso há uma grande discriminação entre ricos e pobres , negros e brancos filhos de autoridades e filhos de açougueiros! Enfim por mais que haja um avanço na tentativa de um pais com igualdade nunca seremos um país justo!

    POR THAMARA ARAUJO Nº 19 TURMA: 3004

    ResponderExcluir
  13. "O Brasil é rico, mas não é justo."

    É exatamente isto. Nosso país é um dos mais ricos do mundo. Temos a 6ª maior economia do mundo, junto com outros países, temos infra-estrutura e material natural e humano vasto.

    Porém, a riqueza do nosso país é muito mal distribuída. Existem pouquíssimos ricos, mas os que têm, têm verdadeiras fortunas. Enquanto há muitos pobres que têm muito pouco. Como dito na matéria, há muitos brasileiros com pouco ensino, nem sequer terminando o fundamental. Precisamos investir mais na educação, em preparar melhor os profissionais para o mercado de trabalho, pois vagas tem de sobra, o problema mesmo é gente qualificada para ocupá-las.

    Nosso país não é chamado de "país do futuro" por acaso, pois temos um potencial enorme. Basta apenas convertê-lo em realidade.

    Nome: Rafael Leon
    Nº: 12
    Turma: 3004

    PS: Professora, a senhora pediu o link do meu blog. Aqui está:

    http://www.leontextos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. O Brasil é muito desigual, onde a maioria dos negros, índios e mulheres moram não há um programa justo do governo que ajude os mais necessitados. Desde da colonização do Brasil sempre houve uma grande diferença social entre raças. Só havia ricos (Dono de fazendas)e os miseráveis (escravos). Atualmente o Brasil é uns dos países mais ricos e um dos que apresentam maiores desigualdades socias.

    ResponderExcluir
  15. Realmente o Brasil não é justo. Isso por ser uns dos mais ricos e por apresentar uma enorme desigualdade social, onde há pessoas que possuem fortunas e outras que não têm, praticamente, nenhuma condição financeira.

    ResponderExcluir
  16. Realmente o Brasil não é justo. Isso por ser uns dos mais ricos e por apresentar uma enorme desigualdade social, onde há pessoas que possuem fortunas e outras que não têm, praticamente, nenhuma condição financeira.

    ResponderExcluir
  17. Thiago de quê? É aluno? Qual a turma? Qual o ano? É somente leitor do blog? O blog é público. Qualquer pessoa tem acesso.
    Atenção aos alunos quandoforem postar. Tem que colocar o nome, um sobrenome de preferência e a turma, se não eu não tenho como identificar.
    Abraços prof. Rita.

    ResponderExcluir

Quando for escrever seu comentário tenha cuidado com a ortografia e gramática. Coloque seu nome completo e, se for o caso, a turma também.
Obrigada pela participação.
Brevemente seu comentário será publicado.