30 de ago de 2010

Onde os portugueses compravam as especiarias?

Diretamente de um documento histórico, a "Relação do Piloto Anônimo", a lista das especiarias que os portugueses buscavam no Oriente e seus locais de origem.

A pimenta vem de uma terra chamada Cranganor, situada na costa, a 50 léguas além de Calicute.

A canela vem do Ceilão, a 260 léguas além de Calicute. Não se encontra essa especiaria em outro lugar.

O cravo vem das ilhas Molucas, a 740 léguas além de Calicute.

O gengibre cresce em Calicute, mas um pouco vem de Cananor, 12 léguas distante daquela cidade.

A noz-moscada e a maça vêm das ilhas Molucas, a 740 léguas além de Calicute.

O almíscar vem de uma terra de nome Pegu, a 500 léguas além de Calicute.

As pérolas grandes vêm de Ormuz, cerca de 700 léguas aquém de Calicute.

O espicanardo e o mirabólano vêm de Cambaia, aquém de Calicute 600 léguas.

A cássia fístula nasce em Calicute.

O incenso é encontrado a 800 léguas aquém de Calicute.

A mirra nasce em Fartak, aquém de Calicute 700 léguas.

A madeira de aloés, o ruibarbo, a cânfora e a galanga (25) vêm da China, 2.000 léguas além de Calicute.

O zerumbete nasce em Calicute.

A canela maior vem de Cananor, 12 léguas aquém de Calicute.

A pimenta comprida nasce na Sumatra.

O benjoim vem do Sião, 700 léguas além de Calicute.

O tamarindo nasce em Calicute.

A zedoária nasce em Calicute.

A laca vem de uma terra chamada Samatore, 400 léguas além de Calicute

O pau-brasil vem de Tanasserim, 500 léguas além de Calicute.

O ópio vem de Aden, 700 léguas aquém de Calicute.

Os pesos e o dinheiro utilizados em Calicute o são também nos locais de onde vêm as especiarias.

FONTE: http://www1.folha.uol.com.br/fol/brasil500/histdescob13.htm

http://www.google.com.br/images?hl=pt-BR&source=imghp&biw=933&bih=432&q=especiarias&btnG=Pesquisar+imagens&gbv=2&aq=f&aqi=&aql=&oq=&gs_rfai=








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quando for escrever seu comentário tenha cuidado com a ortografia e gramática. Coloque seu nome completo e, se for o caso, a turma também.
Obrigada pela participação.
Brevemente seu comentário será publicado.