10 de jul de 2010

A história da Internet, de novo!

Uma das primeiras postagens deste blog, em 31 de março de 2009,  tratava exatamente deste tema.
Agora, mais de um ano depois, um aluno do primeiro ano sugeriu a matéria, argumentando que tinha "tudo a ver" com o blog. Ele, inclusive, indicou o site.
Reproduzi parte da matéria e, para saber mais, clique no título.

A História da Internet - Como Tudo Começou...
Kellen Cristina Bogo

A Internet nasceu praticamente sem querer. Foi desenvolvida nos tempos remotos da Guerra Fria com o nome de ArphaNet para manter a comunicação das bases militares dos Estados Unidos, mesmo que o Pentágono fosse riscado do mapa por um ataque nuclear.

Quando a ameaça da Guerra Fria passou, ArphaNet tornou-se tão inútil que os militares já não a consideravam tão importante para mantê-la sob a sua guarda. Foi assim permitido o acesso aos cientistas que, mais tarde, cederam a rede para as universidades as quais, sucessivamente, passaram-na para as universidades de outros países, permitindo que pesquisadores domésticos a acessarem, até que mais de 5 milhões de pessoas já estavam conectadas com a rede e, para cada nascimento, mais 4 se conectavam com a imensa teia da comunicação mundial.

Nos dias de hoje, não é mais um luxo ou simples questão de opção uma pessoa utilizar e dominar o manuseio e serviços disponíveis na Internet, pois é considerada o maior sistema de comunicação desenvolvido pelo homem.

Com o surgimento da World Wide Web, esse meio foi enriquecido. O conteúdo da rede ficou mais atraente com a possibilidade de incorporar imagens e sons. Um novo sistema de localização de arquivos criou um ambiente em que cada informação tem um endereço único e pode ser encontrada por qualquer usuário da rede.

Em síntese, a Internet é um conjunto de redes de computadores interligadas que tem em comum um conjunto de protocolos e serviços, de uma forma que os usuários conectados possam usufruir de serviços de informação e comunicação de alcance mundial.

(...)

A Internet no Brasil

A história da Internet no Brasil começou bem mais tarde, só em 1991 com a RNP (Rede Nacional de Pesquisa), uma operação acadêmica subordinada ao MCT (Ministério de Ciência e Tecnologia).

Até hoje a RNP é o "backbone" principal e envolve instituições e centros de pesquisa (FAPESP, FAPEPJ, FAPEMIG, etc.), universidades, laboratórios, etc.

Em 1994, no dia 20 de dezembro é que a EMBRATEL lança o serviço experimental a fim de conhecer melhor a Internet.

Somente em 1995 é que foi possível, pela iniciativa do Ministério das Telecomunicações e Ministério da Ciência e Tecnologia, a abertura ao setor privado da Internet para exploração comercial da população brasileira.

A RNP fica responsável pela infra-estrutura básica de interconexão e informação em nível nacional, tendo controle do backbone (Coluna dorsal de uma rede, backbone representa a via principal de informações transferidas por uma rede, neste caso, a Internet).




3 comentários:

  1. Concordo plenamente que a internet é considerada o maior sistema de comunicação desenvolvido pelo homem. Atualmente, você pode fazer o que quizer nela, como por exemplo, se comunicar com pessoas do "outro lado do mundo", fazer pedidos (Compras), pesquisas, se divertir etc. Ou seja, a criação da internet facilitou a vida das pessoas, não precisamos mais sair de casa.

    ResponderExcluir
  2. Raísa M. -Turma 3004
    Concordo que a internet serve para diversas atividades e que ajuda bastante na comunicação entre as pessoas etc. Mas ela também piorou alguns males, como a pornografia. E não são poucos os casos.

    ResponderExcluir
  3. É verdade Raísa. A Internet facilitou a comunicação e o acesso às pessoas, mas o mau uso dela ou de qualquer invenção humana deve ser creditado somente ao ser humano. Se você observar na história, muitas descobertas que foram feitas para facilitar e melhorar a vida humana, serviram também para destruí-la.
    Obrigada pela sua participação.
    Bjs Rita.

    ResponderExcluir

Quando for escrever seu comentário tenha cuidado com a ortografia e gramática. Coloque seu nome completo e, se for o caso, a turma também.
Obrigada pela participação.
Brevemente seu comentário será publicado.