21 de ago de 2010

Quem terá sido o mandante?

Há 70 anos, Leon Trotsky, um dos três principais líderes da Revolução Russa, ao lado de Vladimir Lenin e Josef Stalin, foi assassinado na Cidade do México.                                                       (Rose Saconi)

Ramon Mercader, um agente da polícia secreta de Stalin disfarçado de intelectual marxista, conseguiu ganhar a confiança de Trotsky e no dia 20 de agosto de 1940 entrou no escritório do líder bolchevique e o matou, com um golpe de picareta de alpinista que escondia sob o casado. Trotsky morreu no dia seguinte, no hospital.

"Falleceu hontem no Mexico o líder bolchevista Leon Trotzky" estampou o Estado (São Paulo) na capa, com informações recebidas de uma agência internacional de notícias. Três, das nove colunas que compunham a página do jornal, foram dedicadas à notícia do assassinato do revolucionário russo e de sua biografia.

Para mais detalhes clique no título.



3 comentários:

  1. Pense comigo: Stalin mandou o comandante de sua tropa ao México para matar Trotski porque obviamente tinha medo de que ele se fortalecesse por lá e bolasse um plano para acabar com seu "reinado". Sinceramente, deu uma peninha do Trotski, ele não estava esperando por isso (eu acho).
    Agora, sempre que falam de União Soviética, me lembro do filme Salt, que está em cartaz nos cinemas. Ela é uma espiã russa infiltrada na CIA. A história dela é muito louca e você não consegue descrever se ela é heroína ou vilã até o final do filme. Vale a pena assistir. #dica

    Gisele A. de Lima- 1001

    ResponderExcluir
  2. Bom, Trostski foi um homem magnifico e passou por uns "bons bocados". Foi um dos principais lideres revolucionáriose por ser um homem respeitável e de grande influência, Stalin preferiu se prevenir de uma reviravolta e perder o poder que tinha sobre a Rússia.

    Do ponto de vista de Stalin, ele fez certo. Mas, pensando em Leon Trotsky, ele nem deveria imaginar, que "seu inimigo" atravessaria o Atlantico para acertar as contas com ele. Uma pena:(


    Stella Ferreira 3004 - 16

    ResponderExcluir
  3. O assassinato de Leon Trotsky,sem dúvida, foi um ato covarde cometido por um homem que representava um grupo fraco e intelectualmente inferior que por não obter os memos êxitos de Trotsky, encontrou em sua morte uma forma de superá-lo.
    Infelizmente é sempre assim: para o bem de muitos, alguns tem que pagar.

    Fernanda Emerick 3004-NAVE

    ResponderExcluir

Quando for escrever seu comentário tenha cuidado com a ortografia e gramática. Coloque seu nome completo e, se for o caso, a turma também.
Obrigada pela participação.
Brevemente seu comentário será publicado.